21, nov, 2012

Teatro Facisa será inaugurado no dia 28 deste mês

image-02A partir deste mês, Campina Grande terá um novo abrigo cultural para as artes cênicas, a dança, a música, dentre outras expressões artísticas. O Teatro Facisa, cujo projeto arquitetônico foi assinado pela Contemporânea Arquitetura e Interiores, será inaugurado, oficialmente, no próximo dia 28. Executado pela Construtora Bianchi, o teatro possui uma das melhores estruturas do Nordeste.
Com projetos de acústica e iluminação assinados pelo engenheiro José Mathias Netto Segundo, o teatro tem como um dos destaques a presença de ponto de energia, internet e tradução simultânea em cada um dos 716 assentos disponíveis. O empreendimento possui uma área total construída de 2.624,95m². O palco mede 273,37m², com uma boca de cena que pode variar de 9m a 12m de largura, por 6m de altura, com 7 varas de cenário e 16 de iluminação. A plateia se divide em: plateia principal, balcão nobre e camarotes. As poltronas da Kastrup são extremamente confortáveis, havendo poltronas especiais nos camarotes e na grande plateia adaptadas para PNEs (pessoas com necessidades especiais).
Buscando um ambiente tão confortável para o público quanto para o artista, o projeto inclui, ainda, um amplo backstage, contendo três bem equipados e luxuosos camarins. O complexo agrega, também, salas de aula e ensaio para dança, música e teatro, além de um bar/café, cozinha industrial, entre outros atrativos.

Acústica
Com a preocupação de garantir o conforto acústico do teatro, o projeto conta com desenhos específicos que contribuem para a propagação sonora, a exemplo do forro, que foi desenhado com a intenção de distribuir o som de maneira uniforme, com alcance em todas as áreas da plateia, e o tratamento das paredes laterais, que eliminam o paralelismo. Além disso, foram utilizados materiais especiais de absorção, permitindo o múltiplo uso do espaço, respeitando as variações sonoras de cada modalidade de espetáculo, sem comprometer a audibilidade e nitidez. O isolamento sonoro é dado pela utilização de paredes duplas, materiais isolantes no sistema de ar condicionado, portas e acessos por antecâmaras acústicas.

Sonorização
Os equipamentos utilizados no projeto sonoro são da marca Toa, líder mundial em sonorização profissional. O som, de ultima geração, possui processamento 7.1 em todos os ambientes, com mais de 4.000 watts de potência, divididos em 27 caixas acústicas distribuídas na plateia.

Iluminação
Toda a iluminação geral e cênica é feita por luminárias de tecnologia LED, cerca de 85 refletores (o equivalente a 340 luminárias quentes) com controle de variação RGB, que proporcionam uma economia de até 80% no consumo energético e geram redução de manutenção, devido ao prolongamento da vida útil em 20 vezes mais que o sistema convencional, além de garantir a redução da necessidade do uso do ar condicionado em sua capacidade máxima. A tecnologia, de ultima geração, permite uma variação cromática feita em sete canais DMX, com pré-programas automáticos, mais eficientes e com maior intensidade. A iluminação cênica possui um selo de qualidade Coemar, líder mundial, responsável por grandes projetos luminotécnicos como os da Opera de Sydney e do Sony Center – Berlin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *