17, jul, 2015

Teatro Facisa consagra talento de Jessier Quirino em show memorável  

1Por Fernanda Moura

A poesia visceral e a prosa declamada do multiartista Jessier Quirino lotaram a plateia do Teatro Facisa, na noite desta sexta-feira, 17. Em sua segunda temporada de apresentações na casa, o escritor novamente arrancou aplausos calorosos do público, com o espetáculo “Papel de Bodega”, feito pra fazer o povo rir, como é de praxe na arte de Jessier. O poeta se apresenta novamente no teatro neste sábado, às 20h30.

“Papel de Bodega”, o show, é resultado do livro de mesmo nome, lançado ano passado. Assim como na obra escrita, explora território urbano e rural, com poesia, humor e musicalidade. Exibido em teatros nacionais desde o início do ano, conta com dois músicos em cena, que garantem o virtuosismo instrumental, além de um cenário gigantesco, com vários elementos e personagens regionais, concebido pelo artista Francisco Leite, de Patos. “Ele desenhou todos os motivos e eu dei nome para todos os personagens do cenário. Há essa interação com as pessoas que têm suas bases interioranas, o que garante um verdadeiro ‘timbugão’ em territórios brejero, caririzeiro e sertanejo”, enfatizou o autor.

Em cerca de uma hora e meia de apresentação, Jessier declamou poemas, contou causos e encenou até um programa de rádio. “O espetáculo que trazemos hoje é o ‘Papel de Bodega, extensão do livro e de out4ros trabalhos que tratam sempre da temática regional, com a parte musical, a parte declamada, os causos e a parte mais teatral. Os dois músicos tocam vários instrumentos, temos uma luz importantíssima e a técnica de som toda variando em função do espetáculo”, resumiu.

O artista destacou a alegria de estar mais uma vez no palco do Teatro Facisa. “Estou aqui na minha aldeia, minha terra Campina Grande, no Teatro Facisa, que é uma casa de espetáculo de altíssimo nível e a gente se sente orgulhoso de se apresentar numa casa desse nível”, declarou. A exibição de Papel de Bodega marca também o lançamento do primeiro DVD, “Vizinhos de Grito”, que vem para celebrar os 19 anos de carreira.

O talento e a simplicidade de Jessier Quirino atraem fãs cativos, caso da assistente social Josefa Tavares, que tenta acompanhá-lo sempre que possível. “Quando posso, vou vê-lo, seja aqui, seja em João Pessoa. Meu filho tinha me dado o livro ‘Papel de Bodega’ e eu gostei muito, por isso não podia perder esse show aqui. Ele é muito simples, fala como quem é do povo do interior, e conquista com sua simpatia, além disso, é muito bom declamador”, disse.

 

3   5

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *