31, ago, 2015

Palestras e apresentação de trabalhos marcam o encerramento do III SPA

11Por Nelsina Vitorino

Com mais de 650 inscritos e palestrantes de vários estados do Brasil, chega ao final o III Simpósio Paraibano de Anatomia, que foi promovido pela Facisa, FCM e Campimagem. O evento teve início na manhã da última quinta-feira, 27, no Teatro Facisa e se estendeu até este sábado, 29.

A organização do evento destacou a participação dos renomados professores, bem como a magnitude desta edição, como sendo a maior já realizada. O simpósio foi apoiado pela Sociedade Brasileira de Anatomia e pelo Grupo Editorial Nacional.

Ao longo dos três dias de evento foram realizadas palestras, reciclanatos, mesas-redondas, além da apresentação de trabalhos orais e pôsteres, com uma abordagem multidisciplinar e aplicada sobre temáticas relevantes para a área de saúde.

A professora da Faculdade de Ciências Médicas – FCM, Maricelma Ribeiro Morais, foi uma das avaliadoras dos trabalhos apresentados pelos estudantes e destacou o encontro como um momento de intercâmbio de conhecimento. “Gostei do nível dos trabalhos expostos e certifico que a anatomia contribui muito para o campo acadêmico/científico. Este encontro promove interação e agrega conhecimento”, afirmou.

22Paralelo à apresentação dos trabalhos, o professor Dr. Antônio Rafael de Almeida, HU-SP, discutiu sobre o Plexo Branquial: Anatomia e bloqueio, com um público interessado e participativo.

Logo em seguida, os professores da UFCG, Arthur José Nóbrega, José Roberto Maia e o Dr. Ramoniê Araújo participaram de mesa-redonda sobre a “Tecnologia da Informação aplicada ao Ensino da Anatomia”.

O professor Doutor Eulâmpio Neto, da Universidade de Tuebingen, foi um dos destaques da programação de encerramento, que abordou na sua apresentação conjunta com o Dr. Lincoln Freitas, da FMRP-USP, perspectivas para o ensino da anatomia.

“A anatomia não é uma ciência prática para a população, mas é de suma importância para a formação dos profissionais da área de saúde”, disse o palestrante Dr. Lincoln Freitas, que destacou ainda que os estudantes devem ter contato com cadáveres para um estudo mais aprofundado. “Nada substitui a perfeição dos corpos. Estudar anatomia apenas por peças sintéticas e bonecos distancia o futuro profissional do detalhamento necessário, a exemplo, temos o sistema nervoso central”, afirmou.

33No final do evento foram premiados 5 trabalhos, que terão publicação integral na revista especializada “O Anatomista”.

Próximas edições

A próxima edição do Simpósio Paraibano de Anatomia acontecerá em Agosto de 2016 na cidade de Cajazeiras-PB e no ano de 2018 acontecerá o Simpósio Brasileiro de Anatomia na cidade de João Pessoa – PB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *